Olhar Comum » Arquivo » arthur wischral – fotografias em chapas de vidro

arthur wischral – fotografias em chapas de vidro

expo_arthur_wischral_memorialctba_pr_brasil_foto_gilson_camargo_2007a.jpg

A coleção de negativos em chapas de vidro de Arthur Wischral é uma das mais importantes do acervo da Fundação Cultural de Curitiba. Composto por 6.750 chapas e 170 fragmentos, o conjunto documenta o desenvolvimento do interior do Estado e principalmente o processo urbanístico de Curitiba entre as décadas de 1910 e 1964.

foto_arthur_wischral_parana_brasil.jpg

Filho de imigrantes alemães, Wischral nasceu em 1894 e registrou por mais de 50 anos os momentos marcantes da evolução de Curitiba e do Paraná, documentando o cotidiano da cidade, sua urbanização, obras ferroviárias, a agricultura, o homem do interior e do litoral. Desde o início da década de 1910, já trabalhava como repórter fotográfico, carreira na qual se firmou como um dos mais importantes profissionais do país, desenvolvendo trabalhos também no Rio de Janeiro, Santa Catarina e Bahia.

foto_arthur_wischral_parana_brasil2.jpg

Contratado pela Rede Paraná – Santa Catarina, com a finalidade de documentar obras nas estradas de ferro, Wischral sempre foi além do mero registro e desafiava o perigo para representar, através da fotografia, a realidade dos ferroviários. A paisagem é tema recorrente em sua obra. Ele fotografou os campos, as serras e a vida nas pequenas cidades do interior. Com olhar sensível, mas também aguçado e imbuído do espírito de repórter fotográfico, Wischral registrou a gradual ocupação dos arredores de Curitiba, revelando a inevitável transformação urbana da cidade.

foto_arthur_wischral_parana_brasil11.jpg

Memorial da Cidade – Curitiba/PR/Brasil – até 09 de setembro de 2007
fotos da exposição: Gilson Camargo

expo_arthur_wischral_memorialctba_pr_brasil_foto_gilson_camargo_20071.jpg



11 comentários para “arthur wischral – fotografias em chapas de vidro”

  1. Urariano Mota disse:

    Dê uma olhada em um texto sobre um criador genial do cartum e da charge do Brasil, em http://www.lainsignia.org/2007/agosto/cul_009.htm
    Abraço.

  2. Wilmar Wilfrid Rübenich disse:

    Sou médico e historiador em minha cidade, Marcelino Ramos, RS. Sou filho de ferroviário, vim para Marcelino em 03-01-1945, morar na Estação Ferroviária, quando ainda era V.F.R.G.S e R.F.P.S.C. Procuro fotos, documentos de Marcelino Ramos, desde 1910, quando se completou a Ferrovia SP-RG, até os anos 70/80. Aguardo retorno de quem tiver alguma coisa. Wilmar W. Rübenich

  3. Liliane disse:

    Olá estou enviando um arquivo sobre os alemães

  4. waldir luiz neumann disse:

    Foi um grande privilegio ter convivido(conhecido) o Mestre Arthur Wischral , um homem de visão e talento,daqueles que não mais vemos ou
    veremos, que saudade dos bolinhos de Dona Alma , é formidavel saber que aquele acervo esta bem cuidado e preservado….

  5. oscar augusto lewin disse:

    Sou parente de Arthur, neto da irmã de sua esposa Alma, conheci-o e tive oportunidade de conviver algum tempo com essa pessoa…sofirda e sempre sonhadora com os novos tempos! Muitas lembranças foram deixadas e fotografadas, graças ao esforço deste fotográfo que não tem seu reconhecimento como deveria pelo estado do paraná e de outros que deixou registrado em seus albuns.

  6. Gisele Wischral disse:

    Sou Filha de Nilson Wischral, filho de Ervino Wischral (falecido), filho de José Wischral (falecido), irmão do seu Arthur. Gostaria de e-mail de parentes. Estamos fazento a árvore geneológica. Desconhecia obras do seu Athur, homem de muito talento.

  7. Jucélia Miecznikowski disse:

    Gisele, sou neta de José Wischral (falecido), casado com Martha Wischral (falecida), os filhos são: Julio Wischral (falecido), Nelson Wischral, Wilson Wischral, Delfino Wischral (falecido), Nilda Wischral, Josephina Wischral, Nanci Wischral (falecida), e Iraídes Iraci Wischral (essa última é minha mãe)

  8. israel wischral disse:

    sou israel wischral

  9. Lucoa Bianconi disse:

    Sou sobrinha neta de Levino Cornélio Wischral, o qual aparece na foto da ferrovia ao lado de sua esposa Ernestina Vieira Wischral (casal à direita). Tenho várias fotos da família e eu pensava que Arthur era irmão do tio Levino, pelo menos eles aparecem juntos em fotos de criança, inclusive, mas não conheço muito da estória da família.

  10. Janei Zytkiewies disse:

    Gisele e Jucélia,
    Também estou fazendo minha árvore, sou bisneta de José Wischral. Vamos compartilhar informções.

  11. Ivan Linzmeyer disse:

    Tenho muitas fotos originais de e também negativos, alguns de vidro.
    Meu tio avô Alexandre (Alex) Linzmeyer trabalhou com ele.
    Algumas estão na página de facebook Curitiba Antiga.
    att
    Ivan Linzmeyer Santos

Deixe seu comentário

Ao acessar, percorrer e utilizar o site www.gilsoncamargo.com.br e seus sub-domínios, você estará aceitando as condições e termos aqui expressos, sendo responsável único e exclusivo, perante terceiros, sobre a (i) veracidade, (ii) legalidade, (iii) exatidão e (iv) boa-educação das informações que prestar e gerar nas caixas de comentários, isentando o mantenedor da página, de forma irrevogável e irretratável, de qualquer reclamação oriunda do mau-uso da página, pelo usuário. Se tiver qualquer dúvida a respeito de tais atributos, não comente.