Olhar Comum » Arquivo » alfredo roberto pondielék – gentileza em curitiba

alfredo roberto pondielék – gentileza em curitiba

sr_alfredo_pondielek_curitiba_brasil_foto_gilsoncamargo_2008.jpg
Sr. Alfredo Roberto Pondielék

Em principio me disse que quem pintava as faixas e produzia tudo isso eram os bonecos.
Diante da minha curiosidade em fotografar e tentar decifrar os escritos, assumiu sua autoria.
Mora na rua José Hauer, no bairro do Boqueirão.
Me disse que já construiu doze casas em Curitiba, mesmo estando morto.
Já o mataram oito vezes e raptaram umas três, sempre pra receber a aposentadoria do morto e fazer maracutaia com o nome do morto.
Usa barba postiça porque está protestando. Diz que estão usando as crianças como mulas mesmo antes de nascerem, e com seus filhos foi assim.
– Não posso passar esse terreno pros meus filhos… porque eu tô morto.
Nenhum advogado quer pegar a sua causa, apesar de ser muito simples de resolver.
Mostra vários xerox de documentos: uma certidão de óbito, faturas da companhia de energia com valores estratosféricos em seu endereço (R$ 2.543.274, 29), uma página da coluna do Miau Carraro no Jornal do Estado, que ele afirma escrever por código! O boletim de ocorrência da última vez em que foi raptado.

sr_alfredo_pondielek_curitiba_brasil_foto_gilsoncamargo_2008a.jpg

foto_gilsoncamargo_res_sr_alfredo_pondielek_curitiba_brasil_2008.jpg

Fez um motor movido a água, que não consome energia e não polui. Além do mais, só no seu terreno é possível produzir energia pra cidade toda, mas, segundo suas palavras, a maneira de fazer isso é um segredo que morre com ele.
Se diverte com os que não acreditam em fantasmas apresentando um boneco de ferro dentro de sua propriedade que ao ter sua mão apertada faz tocar uma sirene no outro extremo do terreno.
Na saída me pergunta se quero fotografá-lo lendo a Bíblia pros bonecos.
Vou voltar pra fazer isso com mais calma.

sr_alfredo_pondielek_curitiba_brasil_foto_gilsoncamargo_2008b.jpg

foto_gilsoncamargo_res_sr_alfredo_pondielek_curitiba_brasil_2008a.jpg

foto_gilsoncamargo_res_sr_alfredo_pondielek_curitiba_brasil_2008c.jpg

links para trabalhos de José Datrino, o Profeta Gentileza, paulista, falecido em 1996
http://profetadegentileza.blogspot.com
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Datrino



7 comentários para “alfredo roberto pondielék – gentileza em curitiba”

  1. lucio disse:

    A tempos, em meados do ano passado, passei na frente deste terreno e fiquei impressionado com as faixas, dizeres e manequins – imediatamente me ocorreu registrar a manifestação de alguma forma – mas acabei não mais voltando lá – legal que tenha feito isso gilson.

  2. Sergio disse:

    Pelo menos umas três vezes parei em frente esse terreno e comecei a ler as mensagens. É muito vago ou complexo, e esses S ao contrário atrapalha a leitura. Pensei (também) em conhecer a figura, mas ficou pra mais tarde … e foi ficando. Valeu.

  3. Silvana disse:

    Que figura interessante e que legal vc ter parado para levar um papo com ele, trazendo pra gente um pouco do universo mental desse sujeito. Ele me lembrou o Arthur Bispo do Rosário, vc já ouviu falar? Segue aqui um link pra vc dar uma olhada, caso ainda não tenha cruzado com a obra dele: http://www.overmundo.com.br/overblog/arte-para-encontrar-com-deus-por-falar-em-doido-1
    Acho que vale mesmo voltar lá pra fazer mais fotos e registrar a conversa.

  4. Elliott Cost disse:

    I disagree with you. Indeed, I’m not giving a ringing disagreement, but just sayin’ what I think. I have my opinion, you have yours.

  5. Geísa disse:

    Em que bairro (ou rua) fica isso? A estética ‘gentileza’ é mesmo sensacional. Queria passar lá pra ver ao vivo um dia…

  6. Arrangeur disse:

    merci à toi pour les ilkustrations :)

  7. Janes disse:

    Gentileza, em Curitiba, dá nisso. Uma cidade em que ser feliz é um desaforo….kkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!.

Deixe seu comentário

Ao acessar, percorrer e utilizar o site www.gilsoncamargo.com.br e seus sub-domínios, você estará aceitando as condições e termos aqui expressos, sendo responsável único e exclusivo, perante terceiros, sobre a (i) veracidade, (ii) legalidade, (iii) exatidão e (iv) boa-educação das informações que prestar e gerar nas caixas de comentários, isentando o mantenedor da página, de forma irrevogável e irretratável, de qualquer reclamação oriunda do mau-uso da página, pelo usuário. Se tiver qualquer dúvida a respeito de tais atributos, não comente.