Olhar Comum » Arquivo » museu de favela (muf) – pavão, pavãozinho e cantagalo – rio de janeiro

museu de favela (muf) – pavão, pavãozinho e cantagalo – rio de janeiro

muf_morropavaozinho_foto_gilsoncamargo_riodejaneiro_20_03_09z Graffiti de Acme – Carlos Esquivel Gomes da Silva – no morro do Pavãozinho.

O MUF tem por característica estabelecer itinerários possibilitando a visitação dos morros do Pavão, Pavãozinho e Cantagalo. Como “Museu de Percurso” a instituição propicia um contato com o cotidiano dos moradores tornando visíveis seus valores culturais. O patrimônio arquitetônico da favela é incomensurável e de relevância histórica mundial. Fruto do trabalho dos moradores que ali construíram as suas casas durante décadas, a favela inova em técnicas de edificação antecipando conceitos de reaproveitamento de materiais que podem encerrar grandes lições para a arquitetura contemporânea. No percurso indicado pelo museu podem ser apreciados trabalhos de artes visuais e grafitagem.

muf_morropavaozinho_foto_gilsoncamargo_riodejaneiro_20_03_09y

“O Rio de Janeiro oferece ao turista suas belezas naturais e pontos turísticos reconhecidos internacionalmente, e em meio a tudo isso, fazem parte do cenário as favelas, consideradas por muitos como guetos, associadas só a violencia e a miséria. Contudo, aos olhos de seus moradores e de seus visitantes, são locais com uma gigantesca riqueza histórica e cultural a ser descoberta por aqueles que nunca se permitiram conhecê-la de perto.”
Rita de Cássia, diretora de Patrimônio do MUF e moradora do Cantagalo.

Link para vídeo de apresentação do MUF no Youtube.

Contatos para visitação:
muf.rio@gmail.com
21 – 2267 6374

mariochagas_muf_morropavaozinho_foto_gilsoncamargo_riodejaneiro_20_03_09a
Mario Chagas – coordenador do Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional / IPHAN.

“Da antiguidade ao mundo contemporâneo, os museus são reconhecidos por seu poder de produzir metamorfoses de significados e funções, por sua aptidão para a adaptação aos condicionamentos históricos e sociais e por sua vocação para a mediação cultural. Durante longo tempo os museus serviram para preservar os registros de memória das classes mais abastadas. Na atualidade um fenômeno novo já pode ser observado. O museu esta passando por um processo de democratização, de ressignificação e de apropriação cultural. Não se trata de democratizar o acesso aos museus já constituídos, mas sim de democratizar o próprio museu compreendido como tecnologia, como ferramenta de trabalho para uma relação nova e criativa com o passado, o presente e o futuro.(…) acionados pelos movimentos socias como mediadores entre tempos distintos, grupos sociais distintos e experiencias distintas, os museus se apresentam como práticas comprometidas com a vida, com o presente, com o cotidiano e com a transformação social”

morropavaozinho_foto_gilsoncamargo_riodejaneiro_20_03_09f1

E se a alma do morro descesse
E se o Dona Marta fosse um vulcão e explodisse
E se a lava e a saliva do morro se derramasse e descesse
Baba sem trégua
E invadissse e ocupasse
Para sempre a cidade.

Mario Chagas – do livro “Língua de Fogo”

Clique e ouça o samba (marcha-rancho) “Alma do Morro”.
Música de Octavio Camargo e Chiris Gomes, sobre poema de Mario Chagas.
Com: Chiris Gomes, Ana Decker, Giselle Hishida, Giceli Camargo, Octavio Camargo, Manchinha, Odacir Mazzarollo, Wilson Lirou, Gilson Camargo, Lélo, Réco-réco, Bolão e Azeitona.



5 comentários para “museu de favela (muf) – pavão, pavãozinho e cantagalo – rio de janeiro”

  1. Liz disse:

    Fotos incríveis de uma realidade que não é divulgada pela grande imprensa.

  2. Polvo disse:

    Sensacional aquela primeira foto, hein!? Cheia de peculiaridades. Depois de ficar olhando a cara macabra da “santa”, o cara que está embaixo da escada me pareceu um demoninho, com os olhos vermelhos, inclusive. :P
    Quanto ao MUF, excelente projeto, fique mó afim de fazer um passeio desse.

  3. jan disse:

    ou que a cidade suba o morro e descubra essa alma..linda a música ..adorei o acordeon ao fundo

  4. Fique por dentro Favela » Blog Archive » Olhar Comum » Arquivo » museu de favela (muf) - pavão, pavãozinho … disse:

    […] a favela inova em técnicas de edificação antecipando conceitos … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

  5. Olhar Comum » Arquivo » museu de periferia do sítio cercado (mupe) - curitiba disse:

    […] Link para post sobre o Museu de Favela (MUF) – Pavão, Pavãozinho e Cantagalo /RJ […]

Deixe seu comentário

Ao acessar, percorrer e utilizar o site www.gilsoncamargo.com.br e seus sub-domínios, você estará aceitando as condições e termos aqui expressos, sendo responsável único e exclusivo, perante terceiros, sobre a (i) veracidade, (ii) legalidade, (iii) exatidão e (iv) boa-educação das informações que prestar e gerar nas caixas de comentários, isentando o mantenedor da página, de forma irrevogável e irretratável, de qualquer reclamação oriunda do mau-uso da página, pelo usuário. Se tiver qualquer dúvida a respeito de tais atributos, não comente.