Olhar Comum » Arquivo » velhos sapatos para um ano novo

velhos sapatos para um ano novo

Quatro Barras / PR

entre as coisas abandonadas no porão
(latas de tinta para paredes
extintas
garrafas vazias de bêbados
que evaporaram nas tardes azuis)
encontrei hoje, sem cadarços
meus velhos sapatos de andar a esmo

sob décadas de indiferença
abriam os bicos
rijos de cansaço

sapatos de pompéia

de que se cansaram tanto?
da marcha surda
dos meus pensamentos?
do plano absurdo de ir ao fundo
e destramar o universo
como um tapete empoeirado?

dos passos cegos, talvez,
atrás das fêmeas
que murchavam nas minhas mãos
como corolas decepadas…

usei estes sapatos um dia
e estranhamente estou aqui
usei-os e estranhamente estou ali
com as garrafas vazias
e as tintas de sonho
bicos abertos para um tempo
sem pressa ou pensamento

Marcos Pamplona



Um comentário para “velhos sapatos para um ano novo”

  1. jan disse:

    sapato velho é que faz estrada boa…

Deixe seu comentário

Ao acessar, percorrer e utilizar o site www.gilsoncamargo.com.br e seus sub-domínios, você estará aceitando as condições e termos aqui expressos, sendo responsável único e exclusivo, perante terceiros, sobre a (i) veracidade, (ii) legalidade, (iii) exatidão e (iv) boa-educação das informações que prestar e gerar nas caixas de comentários, isentando o mantenedor da página, de forma irrevogável e irretratável, de qualquer reclamação oriunda do mau-uso da página, pelo usuário. Se tiver qualquer dúvida a respeito de tais atributos, não comente.